Quando não há nada mais a ser dito, silencia.

Quando não há mais nada a ser feito, permitas apenas ser, apenas estar e fica na companhia do teu coração e este indicará o momento apropriado para agires.
Quando a lentidão dos dias acomodar tua vontade, enlaçando-te com os nós da intranquilidade, descansa e refaz tua energia.
Não há pressa, a prioridade é que tu encontres novamente a tua essência para que tenhas presente em ti a alegria de ser e estar.
Quando o vazio instalar-se em teu peito, dando-te a sensação de angústia e esgotamento, repara tua atenção e encontra em ti mesmo a compreensão para este estado.
É necessário descobrirmo-nos em tais estados, para que estes não se transformem no desconhecido, no incontrolável.
Tudo pode ser mudado, existe sempre uma nova escolha para qualquer opção errada que tenhas feito.
Quando ouvires do teu coração que não há nenhuma necessidade em te preocupares com a vida, saibas que ele apenas quer que compreendas que nada é tão sério a ponto de te perderes para sempre da tua divindade, ficando condenado a não ver mais a luz que é tua por natureza.
Não te preocupes, se estiveres atento a ti mesmo verás que a sabedoria milenar está contigo, conduzindo-te momento a momento àquilo que realmente necessitas viver.
Confia e vai em teu caminho de paz.Nada é mais gratificante que ver alguém submergindo da escuridão apenas por haver acreditado na existência da luz.
Ela sempre esteve presente...
Era só abrir os olhos...

São Francisco de Assis
"A eternidade é pouca para estar com você."

"Que essas palavras nos traga a paz interior.
Que esse amor não nos aflija e que sejamos conscientes que só pelo amor crescemos
e que essa nossa ligação, seja motivo de nosso crescimento e amadurecimento espiritual.
Que o que for bom em um, seja assimilado pelo outro e o que for ruim, seja reconhecido pelo outro para que juntos,
possamos nos acertar...que sua luz me ilumine se eu me encontrar na sombra e vice-versa.
Que ao lembrar-se do outro, traga paz e serenidade.
Que você possa estar em mim e eu em você, em luz, em amor à caminho do Altíssimo."

E que assim seja!
"Anjo de Deus que habita o Reino dos Céus abra as suas asas.
Volite sobre os meus passos desde a primeira estação da minha vida.
Abra as portas para que eu possa seguir um caminho e ir de encontro ao meu destino.
Favoreça minha determinação diante da insegurança.
Sinalize sobre a soberba do ‘ser’ e a ostentação do ‘ter’,para que eu não me enlace no brilho dos fios de suas teias.
Auxilie na organização dos meus pensamentos de tal forma que eles não se desalinhem e percam a direção.
Sustente meu coração aquecido para que meus sentimentos não se enregelem.
Capacite minhas mãos para o ‘fazer’.
Mantenha meus olhos abertos e minha escuta atenta,não exclusivamente em meu próprio benefício.
Enxugue minhas lágrimas, se verdadeiras.Conserve meu sorriso para que as linhas do rosto se tornem mais suaves.
Envolva o fruto de seus cuidados em penas brancas e macias e me aguarde no tempo de chegada."

terça-feira, 7 de julho de 2009

Gravidez é a materialização da vida



A gravidez é a materialização da vida no plano físico, através da mãe (médium, intermediária da vida) serão modelados os elementos necessários para a expressão do espírito no mundo físico.
Reparei que os trabalhos dos técnicos espirituais eram, em tudo, semelhantes aos serviços que acompanhara na sessão de materialização de desencarnados. Tomava-se o concurso do interessado, valia-se da colaboração de Raquel, que, no caso, tomava a função de “médium” da vida, mobilizavam-se amigos, utilizava-se de recursos magnéticos, requisitava-se o auxílio direto e positivo de Adelino, o futuro pai de Segismundo, como se requeria, na sessão, o concurso do orientador mediúnico sobre as forças passivas da intermediária. O símile era completo, apenas com a diferença de que, nos trabalhos de materialização dos desencarnados, gastavam-se algumas horas de preparação para um ressurgimento incompleto e transitório, ao passo que ali se gastariam nove meses consecutivos para uma reencarnação tangível da alma, em caráter mais ou menos longo e definitivo.


Missionários da Luz – Chico Xavier